Operação Lei Seca flagra 66 motoristas alcoolizados

Destes, 10 acabaram presos por crime de trânsito, quando o teste do bafômetro acusa valores superiores a 0,33 miligramas de álcool por litro de ar expelido

 


As ações aconteceram em Belo Horizonte e em outras 29 cidades mineiras(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
As ações aconteceram em Belo Horizonte e em outras 29 cidades mineiras (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)

 

 

 

Mais uma etapa da bliz da Lei Seca flagrou motoristas que ainda insistem em dirigir depois de consumirem bebidas alcoólicas. Na operação, que aconteceu em 30 cidades mineiras, foram 66 condutores detidos alcoolizados. Destes, 10 acabaram presos por crime de trânsito, quando  o teste do bafômetro acusa valores superiores a 0,33 miligramas de álcool por litro de ar expelido.
As ações da campanha Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), aconteceu na última sexta-feira. Os 10 motoristas que cometeram crime de trânsito, tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida e receberam multas no valor de R$ 2.934,7. Além disso, terão que responder criminalmente na Justiça.

Outros 56 condutores cometeram infrações. Isso acontece quando  alcoólico registrado no etilômetro não ultrapassa os 0,33mg/l.  Eles tiveram a CNH recolhida e receberam multas no valor de R$ 2.934,70. Já 52 pessoas foram flagradas conduzindo veículos sem a carteira de habilitação. Já seis indivíduos foram presos por uso de drogas.

As abordagens aconteceram em Belo Horizonte, Almenara, Araxá, Barbacena, Brasília de Minas, Caratinga, Contagem, Diamantina, Governador Valadares, Guanhães, Guaxupé, Inimutuaba, Ipatinga, Itajubá, Itueta, Iturama, Janaúba, Juiz de Fora, Lontra, Monte Sião, Nepomucemo, Patos de Minas, Ponte Nova, Pouso Alegre, Santa Rita de Itabira, Taiobeiras, Ubá, Uberaba, Uberlândia e Unaí.

FONTE:https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2019/04/01/interna_gerais,1042873/operacao-lei-seca-flagra-66-motoristas-alcoolizados-em-minas-gerais.shtml

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *